Arquivo de Coimbra Out Loud | PERSONAE
-1
archive,category,category-coimbraoutloud,category-38,bridge-core-1.0.5,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-title-hidden,qode_grid_1300,qode-theme-ver-18.1,qode-theme-bridge,disabled_footer_top,wpb-js-composer js-comp-ver-6.0.2,vc_responsive

Glasgow, Escócia, parte ocidental da cidade - que é aquela chique, onde é tudo bonito, toda a gente é simpática e um capuccino custa 7€. Não fosse irrequieta e era por lá que Tracy Vandal tinha ficado. Glasgow é uma loucura, cheia de músicos, há imensas bandas conhecidas...

Andava na 2ª classe (gosta de dizer 2ª classe) quando pediu aos pais para ir para a música. Nem ouvia propriamente música, era o que passava na rádio e na televisão, mas João Mortágua pediu e o pai foi atrás, porque também resolveu aprender. Moravam em Estarreja. Lembro-me de começar...

É a mais nova de 4 irmãos. Às 7h da manhã, lá começava a cantar os desenhos animados todos, quando iam em viagem idem, e os irmãos sempre a sofrer. Era assustador e depois chegou o violoncelo e a flauta de Bisel! Inês Santos adora explorar. Se calhar porque, desde cedo,...

Em pequenino, sempre andou por Coimbra. A avó tinha uma casa muito grande, ali mesmo em frente ao Jardim da Sereia, por isso a infância foi por aí e por São Martinho do Bispo, onde vivia. Andava de baloiço e jogava à bola. Agora já estamos...

O pai cantava e ele gostava muito de o ouvir. Cantarolava por todo o lado: no carro, no banho, em casa. Olha, como ele costuma fazer hoje em dia. São farinha do mesmo saco mas no bom sentido, por isso até lhes fica bem o apelido. João...

Costuma dizer que há quem tenha mesmo sorte na vida, e ele tem. Sou homem, sou branco, saudável, europeu, vivo numa terra com paz, tenho formação superior, água, luz, vacinas, tenho tudo. Luís Pedro Madeira nasceu em Coimbra mas viveu quase sempre em Ceira. Diz que é o melhor...

Só fazes bom trabalho se fores feliz, não é? João Silva, Jorri para os amigos, detesta ser fotografado e leva trabalho para casa, mas também leva a casa para o trabalho. Todos os dias. Não como o pai, o pai, quando ele era pequeno, tocava guitarra...

Susana dá graças a Deus pelo sítio onde nasceu. Ouça, é que não mudava. Gostou da escola onde andou, da família onde cresceu, de jogar ao berlinde, de jogar à macaca, de saltar à corda e ouvir a mãe a chamar: Meniiiiinas, venham para caaaaaasa! Não tinha telefone fixo...

Diz que teve a felicidade de viver numa rua que não tinha saída. Ainda por cima chamava-se Jardim, António Jardim, na zona de Santo António dos Olivais, em Coimbra. Até aos 4 anos teve outra morada, curiosamente a mesma que tem hoje, mas é daquela...

Os pais separaram-se quando tinha uns dois meses. Devia ser muito feio! Desde então as segundas e terças são da mãe, as quartas e quintas do pai e os fins de semana alternam. Às vezes só era difícil por causa dos livros, sou perfeitamente distraído e deixava tudo em todo...